ACICB - ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL DA BEIRA BAIXA
// Newsletter
   
Boletim
 
Boletim Informativo
Nº 130 | Ano 21
 
// Notícias

   Missão Empresarial - Mercados do Norte da Europa

 

A ACICB – Associação Comercial e Empresarial da Beira Baixa, representante dos interesses de, aproximadamente, um milhar de empresários que operam nesta zona do país encontra-se a preparar uma Missão Empresarial aos Mercados do Norte da Europa (Dinamarca, Finlândia e Suécia) a decorrer entre os dias 18 e 24 de novembro de 2018.

Esta missão está a ser preparada com todo o cuidado no sentido de poder corresponder às expetativas do tecido económico desta vasta região. Aproveitando as sinergias que temos vindo a desenvolver, quer com a Câmara Municipal de Castelo Branco, quer com o InovCluster – Associação do Cluster Agro-Industrial do Centro, não podemos deixar de potenciar essas boas relações, reconhecendo a importância que estas representam para o desenvolvimento deste território. Tudo fazer para que o nosso tecido económico possa prosperar e abrir continuamente portas a novos negócios e oportunidades está na primeira linha das nossas preocupações. É com esse espírito que lhe vimos dar conta desta nossa iniciativa, convidando-o desde já a integrar esta missão.

Importa realçar o facto desta Missão Empresarial ter um número limitado de inscrições, por questões logísticas, pelo que a comunicação de eventual interesse na mesma deverá ser a mais célere possível através do contacto com a Secretária Geral da ACICB, Paula Minhós, pelo telefone 272 329 802 ou através do e-mail paulaminhos@acicb.pt. Estes contactos encontram-se igualmente disponível para o esclarecimento de quaisquer dúvidas relacionadas com esta iniciativa.

Incentivos e Apoios - Aviso N.º 27/SI/2018
Aviso N.º 27/SI/2018

Sistema de Incentivos (SI)

“INTERNACIONALIZAÇÃO DAS PME”

Data de início: 03-08-2018 | Data de encerramento: 31-10-2018

Tipo de Incentivo: 45% a fundo perdido (não reembolsável)

Valor de investimento: 25 mil euros (mínimo)

Natureza dos beneficiários: Pequenas e Médias Empresas (PME) de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica

Âmbito Setorial: Projetos inseridos em atividades económicas que visem a produção de bens e serviços transacionáveis e internacionalizáveis;

Critério específico: O beneficiário deverá apresentar um Volume de Negócios Internacional no pré-projeto igual ou superior a 20 mil euros;

Objetivo: Apoiar investimentos que se destinem a reforçar a capacitação empresarial das PME para a internacionalização, como sejam aqueles que visem o conhecimento de mercados externos, a presença na web, o desenvolvimento de marcas ou a presença em eventos internacionais


Consulte Regulamento

 

Incentivos e Apoios - Aviso N.º 26/SI/2018
Aviso N.º 26/SI/2018

Sistema de Incentivos (SI)

“QUALIFICAÇÃO DAS PME”

Data de início: 03-08-2018 | Data de encerramento: 28-09-2018

Tipo de Incentivo: 45% a fundo perdido (não reembolsável) | 70% para despesas de formação

Valor de investimento mínimo: 25 mil euros (mínimo)

Natureza dos beneficiários: Pequenas e Médias Empresas (PME) de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica

Âmbito Setorial: Projetos inseridos em atividades económicas que visem a produção de bens e serviços transacionáveis e internacionalizáveis;

Objetivo: Apoiar investimentos que permitam reforçar a capacitação empresarial das PME através da inovação organizacional e de gestão, aplicação de tecnologias de informação, desenvolvimento de marcas e produtos, certificação de qualidade ou eco inovação e formação profissional.


Consulte Regulamento

 

  Livro de Reclamações Eletrónico - Novas Regras

 

O Livro de Reclamações Online foi criado no âmbito do programa “SIMPLEX+2016”, como uma medida de simplificação administrativa, e envolve a Direção Geral do Consumidor e as entidades reguladoras dos diferentes setores. Conheça todas as novas regras e o novo regulamento! 

Aplicabilidade:
Todas as entidades, públicas ou privadas, singulares ou coletivas.

Implementação :
1ª fase – 01.07.2017 – Entrada em funcionamento da Plataforma do Livro de Reclamações eletrónico apenas para os prestadores de serviços públicos essenciais;
2ª fase – 01.07.2018 – Disponibilização do Livro de Reclamações eletrónico para os demais setores de atividade.
PERÍODO DE ADAPTAÇÃO: 01 de julho de 2018 a 01 de julho de 2019

Importante:
O Livro de Reclamações eletrónico não substitui o Livro de Reclamações em papel que deve estar acessível em cada estabelecimento (ambos são obrigatórios).

Procedimentos a adotar para aquisição de Livro de Reclamações eletrónico:
1º Passo - Aceder à Plataforma do LRE para credenciação (registo) através do link www.livroreclamacoes.pt/entrar;
2º Passo – Preenchimento de um formulário eletrónico selecionando a opção “registar”;
3º Passo – Após o preenchimento do formulário receberá através de e-mail as credenciais de acesso;
4º Passo - Com o processo concluído terá acesso à área de trabalho onde poderá gerir as reclamações eletrónicas que lhe forem remetidas.
 

 ACICB em protocolo com a ESART desenvolve ações de vitrinismo 

 A ação de Vitrinismo e decoração de montras voltou a estar patente em algumas das lojas albicastrenses, numa iniciativa que a ACICB – Associação Comercial e Empresarial da Beira Baixa realiza anualmente em colaboração com a Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco, no âmbito do Curso de Design de Interiores e Equipamento. A ação deste ano decorreu entre os dias 06 e 13 de junho e foi realizada em lojas localizadas na Avenida Nuno Álvares, mas concretamente em algumas das lojas localizadas no Centro Comercial Nuno Álvares, nomeadamente, Goya; Perfumarte C. B.; Sapatarias Roxo; Ser Solução.

Sérgio Bento, presidente da Direção da ACICB - Associação Comercial e Empresarial da Beira Baixa considera que esta atividade “é importante momento de conjugação de sinergias entre a nossa Associação e o Instituto Politécnico de Castelo Branco uma vez que permite aos alunos trabalhar na pártica a teoria apreendida no decurso das suas formações e, por outro lado, permite aos nossos Associados contactar com uma nova visão sobre a forma como podem expor os seus produtos nas montras e, dessa forma, captar novos clientes”. É com essa visão que o dirigente encara a ação de Vitrinismo, acreditando que “traz valor acrescentado ao Comércio de Proximidade e a todos os que contactam com as novas formas de dar vida às montras, sejam eles outros comerciantes, ou outros consumidores”.Atendendo à 

Registo 1 a 5 de 33