ACICB - ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL DA BEIRA BAIXA
// Newsletter
   
Boletim
 
Boletim Informativo
Nº 130 | Ano 21
 
// Notícias

Oportunidades de Negócios dos Mercados Nórdicos 

Oportunidades de Negócio dos Países Nórdicos foi o tema em discussão nesta quarta-feira, dia 10 de outubro, nas instalações da ACICB – Associação Comercial e Empresarial da Beira Baixa, numa iniciativa integrada na Missão Empresarial aos Mercados do Norte da Europa levada a cabo conjuntamente por esta Associação, pela InovCluster – Associação do Cluster Agroindustrial do Centro e pela Câmara Municipal de Castelo Branco, entre os dias 18 e 24 de novembro.

Sérgio Bento, presidente da Direção da ACICB – Associação Comercial e Empresarial da Beira Baixa começou por relembrar a história recente desta associação, a qual conta com quatro Missões Empresariais em seis anos. “Depois de Moçambique em 2012, China em 2014, Argentina e Chile em 2016, virámo-nos para dentro, para a Europa, e temos como destino os países do Norte da Europa, nomeadamente, a Dinamarca, a Finlândia e a Suécia”. “A história das Missões Empresariais fala por si e justifica a aposta nestes projetos que acrescentam mais-valias aos negócios da região pelo contacto com os mercados externos. É por esse motivo que continuamos a apoiar os nossos empresários no alcance de novas visões, novas maneiras de agir, de trabalhar e de alargar os horizontes. Acreditamos que o contacto com estas diferentes realidades aporta alguma inovação, factor que é, como hoje sabemos, tão essencial à vida das empresas” referiu o dirigente. Sérgio Bento acrescentou ainda que “atendendo a que vivemos num mercado global, a internacionalização das nossas empresas é uma realidade que temos que, de uma forma muito natural, abordar e explorar, sem quaisquer receios”.

Cláudia Domingues Soares, presidente da InovCluster – Associação do Cluster Agroindustrial do Centro destacou a importância da coletividade nestas iniciativas. “O Cluster Agroindustrial do Centro assenta toda a sua estratégia numa estratégia de eficiência coletiva. É isso também que hoje nos traz aqui porque entendemos que não é de forma individual enquanto associação, mas sim de forma concertada e articulada com outras associações e com os empresários que nós conseguimos fazer mais e chegar mais longe. E tem sido esse o vetor que nos tem movido”. De igual modo, a presidente do Cluster frisou a importância da internacionalização e dos destinos da Missão Empresarial. “Os países nórdicos são, para nós, uma prioridade. Nos países nórdicos nós encontrámos um conjunto de oportunidades que não se verificam nos países mais próximos de nós e que não apresentam as barreiras e dificuldades que apresentam outros países mais longínquos. E neste caso são três países, a Dinamarca, a Finlândia e a Suécia, muito apetecíveis do ponto de vista do setor agroindustrial”, afirmou.

Luís Correia, presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, também marcou presença na sessão de abertura deste seminário dando conta de que “é como muito agrado que nós vemos estas iniciativas que se integram numa estratégia de apoio à nossa economia por parte da Câmara Municipal de Castelo Branco. Nós definimos muito bem quais são as áreas que queremos apostar e incentivar no nosso concelho e definimos, desde logo, setores que são importantes para nós no âmbito do nosso desenvolvimento”. O autarca salientou que “incentivamos os empresários e associações empresariais a progredirem em conjunto, nomeadamente, na internacionalização, na procura de novos mercados e a investir fora de Castelo Branco se isso for para fortalecer as suas empresas”, deixando também, o alerta de que “estas ações não são como uma varinha de condão. Não basta fazer esta ação e os resultados aparecem de um momento para o outro. Sabemos que depois destas ações é preciso dar continuidade a este trabalho e é também essa palavra de motivação que quero deixar a todos os empresários. Mas também uma palavra de afirmação por parte da Câmara Municipal de Castelo Branco, cá estaremos e continuaremos a estar para aquilo que for necessário e para apoiarmos essa internacionalização”, reforçou.
A Missão Empresarial e irá acontecer entre os dias 18 e 24 de novembro e conta, até ao momento, com uma comitiva de mais de 20 participantes que irão contactar com os mercados da Dinamarca, da Finlândia e da Suécia.